Você quer desenvolver um app para a sua empresa? Então, conheça as 5 etapas essenciais no desenvolvimento de um aplicativo.

A tecnologia proporciona diversas atividades, que fomentam investimentos no desenvolvimento de aplicativos. Afinal, os apps oferecem acesso há muitos recursos com apenas poucos cliques.

Dentre as categorias de aplicativos, as redes sociais ficam no topo dos downloads nas lojas de apps em nível mundial. O Whatsapp, por exemplo, nunca saiu do primeiro posto de aplicativo mais baixado durante todo 2019, segundo relatórios da Sensor Tower.

Além da comunicação, muitas outras áreas também se beneficiam do desenvolvimento de aplicativos. Isso porque a programação resolve muitos problemas e é aplicada a qualquer coisa.

Portanto, os softwares corporativos são grandes tendências de investimentos em TI. Conforme a Gartner, nos próximos anos as empresas adotaram os aplicativos, para automatizar os processos de vendas e comunicação interna.

No entanto, existem muitos processos que não são fáceis para o desenvolvimento de aplicativos. Agora conheça o passo a passo para desenvolver o seu aplicativo.

1- Estruturando a ideia

Ter uma ideia de aplicativo talvez seja a parte mais fácil de todo o desenvolvimento, porém estruturá-la não é tão simples. Afinal, a ideia diz pouco sobre o aplicativo, pois imaginá-lo como solução não responde muitas perguntas tais como:

  • O que o aplicativo vai resolver?
  • Quais as funcionalidades dele?
  • E as suas principais telas?
  • Qual será a identidade visual? Ou o desenvolvedor irá fazê-la também?
  • E as regras de negócio?
  • Como vai se destacar da concorrência?
  • Outras.

Em suma, a estruturação da ideia é a definição dos requisitos mínimos que seu aplicativo precisa ter para alcançar o objetivo final.

2- Escolhendo os colaboradores

Captar os colaboradores, é uma etapa essencial para o desenvolvimento de um aplicativo. Aliás, exige expertise e talvez você não contemple todas as necessárias.

Existe também outros fatores que dificultam a produção do app, bem como a falta de tempo, de softwares ou equipamentos. Por isso, que a terceirização do desenvolvimento de apps é uma saída eficiente nesses momentos.

Você pode optar por uma empresa que desenvolve aplicativos e softwares, ou contratar freelancers. Porém, cada um apresentará os seus benefícios, variando do tempo de execução ao preço.

Para isso, faça diferentes orçamentos e conheça o histórico da empresa e do profissional, pois é um grande fator de decisão. Portanto, também pesquise quais os projetos foram desenvolvidos e analise as avaliações dos usuários nas lojas de aplicativos.

Certifique-se também que você terá direito a um contrato de confidencialidade. Assim, é possível garantir que sua ideia será resguardada de danos ou cópias.

3- Negociando o aplicativo

Continuando, após encontrar a empresa, é hora de negociar. O primeiro passo é a assinatura de um contrato de prestação de serviço, o qual serão definidos os prazos. Como também, os preços, os pagamentos, os limites de alterações e a divisão das responsabilidades entre o contratado e a contratante.

Essa é uma das partes importantes para o desenvolvimento de um aplicativo. Pois o que for decidido neste contrato servirá até final de produção do seu app, evitando, assim, os atritos de comunicação.

Como já citado, talvez aconteça algumas mudanças no meio do caminho e, assim, existirão alguns gastos extras ou alterações no contrato. Porém, existem alguns tipos de contratos de serviço que possuem flexibilidade quanto às mudanças.

4- O desenvolvimento do aplicativo

Com os contratos e escopo definidos, chegou o momento do desenvolvimento. No qual o tempo de produção varia conforme a complexidade do aplicativo, as funcionalidades, a integração e a construção de APIs, dentre outros fatores.

Aliás, este momento é importante que você tenha participação ativa. Lembra da repartição de responsabilidade lá na assinatura do contrato?

Os seus deveres girarão em torno da comunicação. Isto é, por você ser o maior conhecedor do tema do seu app, o seu suporte será imprescindível para compartilhar as informações e garantir que o resultado final seja o melhor.

Cada desenvolvedor irá adotar um método diferente como o Scrum. Nela estão previstas as entregas parciais do aplicativo que acontecem quinzenalmente. Assim, a sua presença é fundamental para avaliar e aprovar o que é desenvolvido.

Com a finalização do desenvolvimento do aplicativo, inicia-se a etapa de testes com os usuários reais. Ou seja, as pessoas que não estão envolvidas no desenvolvimento, que avalia a usabilidade e a experiência com o aplicativo. Afinal, caso haja algum ponto de melhoria ou alterações críticas, o app voltará à mesa de cirurgia para correção e aperfeiçoamento.

Agora é só assinar o documento de homologação e o aplicativo está pronto para a última etapa.

5- Lançamento do aplicativo

Com o aplicativo em mãos, está na hora de lançá-lo nas lojas de aplicativos Play Store e App Store. Para isso, é preciso que você crie a sua conta em cada loja para a publicação. Neste processo, o desenvolvedor também tem a participação na submissão do app nas lojas.

Nas lojas você irá se deparar com alguns campos para preencher. Estes são:

  • Banner horizontal
  • Banners verticais
  • Ícone
  • Nome
  • Palavras-chave
  • Descrição curta do app
  • Descrição longa do app
  • Preço (à depender do tipo de monetização)

A publicação da App Store ainda exige alguns outros dados como:

  • Versão do aplicativo
  • Copyright do desenvolvedor

Com as 5 etapas essenciais no desenvolvimento de um aplicativo, as lojas virtuais App Store e o Play Store exigem documentos de comprovação da identidade do publicador do aplicativo.

Esse processo garante que o responsável pela publicação esteja ciente do aplicativo para evitar as fraudes e os problemas autorais. As lojas também requerem um período de aprovação do aplicativo, até disponibilizá-lo de fato no catálogo.

Dúvidas Frequentes no desenvolvimento de aplicativo

Como funcionam as reuniões?

Na maioria das vezes elas são realizadas virtualmente por vídeo-conferências ou ligações. Porém é interessante que algumas sejam presenciais, evitando possíveis falhas de comunicação. Esses encontros acontecem tanto na sede da empresa ou no local escolhido por você cliente.

Quem decide os detalhes do app?

Assim como descrito no passo a passo, o ideal é que você tenha o escopo do aplicativo já  estruturado. Que trazem as funcionalidades, o wireframe a serem utilizados nas telas. 

No entanto, o desenvolvedor também pode sugerir alterações ou até mesmo a adaptação. Essa etapa de funcionalidades é muito particular, que deve ser analisada caso a caso. Afinal, os profissionais terão mais conhecimento sobre a viabilidade de cada função e quais funcionam melhor.

Depois da definição de detalhes, quais são as responsabilidades do cliente?

As responsabilidades variam de caso a caso, dependendo do que o aplicativo exige e das suas necessidades. Existem casos em que é preciso realizar a integração com seus servidores para obter informações imprescindíveis para o app. Em outros casos, as regras de negócio, a identidade visual, os dados entre outras informações. Ainda não foram definidas e cabe somente a você decidir pelo aplicativo.

Aplicativo lançado. E agora?

Com o aplicativo funcionando, começa a parte de divulgação e o lançamento do marketing para o mundo externo.

Com as 5 etapas essenciais no desenvolvimento de um aplicativo, agora você pode desfrutar dos benefícios do marketing offline e também do marketing digital, bem como a presença digital nas redes sociais. Conheça mais sobre o marketing de aplicativos, para se preparar ainda mais para o seu aplicativo.

Portanto, fique por dentro dos apps mais relevantes nas lojas de aplicativos, para ajudar você na construção do escopo do seu aplicativo. Isto é, entender quais os recursos que funcionam bem, layouts interessantes e mais. Caso queira começar o desenvolvimento do seu aplicativo, entre em contato com a gente e peça já um orçamento!