Com certeza você já ouviu falar das empresas como Apple, Fitbit, GoPro, Oculus Rift. Todas elas nasceram como Startups de Hardware, desenvolvendo aparelhos e sistemas. Que, aliás, ainda dominam o mundo com novas tecnologias.

Agora, com a revolução da Internet das Coisas e do Movimento Maker. Esta tendência está abrindo caminhos para que os empreendedores possam desenvolver dispositivos melhores e inteligentes que integram com objetos e máquinas.

Por outro lado, como nem sempre é fácil escalar um produto físico, o financiamento coletivo é a saída. Positivamente, os empreendedores esperam que as pessoas apostem na iniciativa e financiem seu projeto.

Um artigo publicado no blog da Trackage, apontou vantagens desse tipo de projeto. Comparando as startups de hardware e as cinco forças de Porter, que é um modelo criado para analisar cenários competitivos.

 

Conheça agora as 5 forças de Porter.

➔ 1ª Força de Porter: rivalidade entre concorrentes

Em uma startup de hardware, a concorrência é definitivamente menor.

Há muito campo no setor de Internet das Coisas. Mesmo assim, dificilmente podemos encontrar 2 startups de hardware, prestando exatamente o mesmo serviço.

 

➔ 2ª Força de Porter: poder de negociação dos fornecedores

Além disso, por existir um número bem menor de startups de hardware no Brasil, a negociação com fornecedores se torna mais fácil.

 

➔ 3ª Força de Porter: poder de negociação dos clientes

Dificilmente o cliente poderá recorrer a um produto/serviço totalmente substituto. Porém, isso não quer dizer que sua startup de hardware não deva satisfazer ao máximo seu cliente. Apenas reforça que a pressão será menor do que em relação a uma empresa com vários concorrentes.

 

➔ 4ª Força de Porter: ameaça de novos entrantes (começar é difícil).

Acima de tudo, uma startup de hardware possui enorme barreira de entrada para novos clientes. Porque, não é da noite para o dia que conquista o mercado. Pois, além dos custos serem bem altos, são necessárias regularizações por órgãos competentes, aprovação em políticas públicas, domínio de canais de distribuição e dentre outros.

Não se trata apenas de desenvolver um aplicativo e disponibilizar seu download em app stores, por exemplo.

 

➔ 5ª Força de Porter: ameaça de produtos substitutos

Mesmo que uma startup concorrente apresente o mesmo produto,  ainda sim, não pode ser copiada devido ao registro de patente, essencial em uma startup de hardware.

 

As Startups de Hardwares são raras

A iniciativa de criar uma empresa envolve grandes investimentos, estruturas físicas, contratações, etc. Hoje, pode nascer com uma ideia sobre a qual ninguém ouviu falar.

E para quem desenvolve do zero uma startup de hardware, enfrenta muitas dificuldades estruturais. Como por exemplo, burocracia, o custo que geralmente é bem mais alto que as de software e sem contar a dificuldade em se escalar a startup.

Mas, para quebrar essa barreira, é importante investir na contratação de mão de obra especializada e firmar parcerias. Em seguida, há  adquirir matéria-prima e máquinas, por isso, os sites de financiamento coletivo são importantes.

 

Por que abrir uma Startup de Hardware

Pode ser que você tenha uma ideia ,e não saiba exatamente como colocá-la em prática. Por isso, é essencial contratar uma consutoria especializada, para conseguir invesgidores e assim tirar o seu projeto do papel. Portanto, existem vantagens em abrir uma startup de hardware. Assista ao vídeo sobre startups aqui.

 

São ótimas para o usuário

Continuando, basta observar as empresas como a Fitbit, uma startup que soluciona problemas e traz muitos benefícios para os clientes.

Não só, existem empresas que têm como objetivo manter as pessoas mais saudáveis com dispositivos wearables. Mas também, aquelas que conectam casas e carros aos smartphones. Tornando a vida mais fácil e mudando nosso bem estar.

 

Marketing espontâneo

As tecnologias desenvolvidas atraem os consumidores, por isso, é importante investir no marketing para a divulgação da marca. Por sua vez, os empreendedores conseguem validação do público antes mesmo de começar a desenvolvê-lo de fato.

 

Custam cada vez menos

Abrir uma startup de hardware é bem mais barato hoje do que era há dez anos. Um exemplo de inovação tecnológica, é a China que está presente no mercado internacional, desenvolvendo produtos com novas tecnologias.

 

Acesso a informações e educação

Instituições e empresas também se empenham em produzir conteúdo para os profissionais de tecnologia. Como o Kickstarter que lançou um programa de apoio a startups de hardware, que conta com uma plataforma de educação para quem está começando.

 

Hardware e Inovação

As startups de hardware são uma ótima opção de empreendimento. Afinal, é perceptível que existem inúmeras vantagens em criar um produto hardware, mas também há diversos desafios.

 

E você, teria uma startup de hardware?

Fale com um de nossos consultores!

Preencha o formulário em nosso site ou envie um e-mail para: [email protected].