Diante a necessidade de isolamento e distanciamento social, para controlar a pandemia do, foi decretado o fechamento de grande parte do comércio no mundo todo. Com isto, a tecnologia se tornou fundamental no combate ao vírus.

 

No entanto, algumas empresas retomam as atividades, adaptando rotinas que antes não são mais necessárias no cotidiano empresarial. Assim, seguindo as normas da OMS- Organização Mundial da Saúde e também regras impostas pela política local.

 

Por outro lado, outras empresas perceberam que trabalhar remotamente, além da segurança e bem estar dos colaboradores. Pode reduzir expressivamente os custos da locação da empresa. Abrindo mais oportunidade de melhores investimentos e ações ao combate do vírus.

 

Tecnologia no combate ao vírus

 

Certamente, desde a chegada da COVID-19, o mundo inteiro se mobilizou para conter a epidemia. As organizações têm usado a tecnologia no combate para conter a disseminação do vírus e conscientizar as pessoas sobre a importância de ficar em casa. Então, as empresas estão encontrando saídas para se manter no mercado e ajudar e incentivar o distanciamento social.

 

Home office: solução para trabalhar em meio à pandemia 

 

O trabalho remoto hoje, se tornou uma ótima solução para muitas empresas que utilizam de recursos como as videoconferências. Salvo que, trabalhar de casa evita deslocamentos e aglomerações no transporte público, o que reduz as chances de contaminação.

 

Já o e-commerce, se tornou essencial para quem precisou fechar as portas e recorreu às vendas on-line. Mesmo os comércios que não tinham um website antes da pandemia, podem usar as redes sociais para anunciar seus produtos e serviços.

 

O atendimento on-line também garante o emprego dos funcionários que, com a ajuda da internet, conseguem fazer suas tarefas profissionais de casa.

 

Redes Sociais no combate da Fake News

Como as empresas estão usando a tecnologia no combate ao coronavírus, além disto, inúmeras instituições estão adaptando suas atividades e usando a internet para trabalhar, criar conteúdo relevante e divulgar informação. 

As redes sociais estão trabalhando para evitar a propagação de fake news sobre o coronavírus. Por exemplo, o Twitter está mostrando informações oficiais de saúde sempre que alguém pesquisar sobre a COVID-19.

 

Em seguida, no Facebook, publicações impróprias sobre a doença estão sendo ocultadas e os usuários recebem um alerta sempre que interagirem com alguma notícia falsa sobre o assunto na rede. 

 

Conforme o Ministério da Saúde, criou um aplicativo com informações sobre o coronavírus. Lá estão diversas notícias, sintomas da doença e dicas de prevenção. O aplicativo visa também combater as fake news, esclarecendo se uma notícia é verdadeira ou falsa, respondendo às mensagens dos usuários via WhatsApp.

 

Saúde e educação

 

Bem como combater ao coronavírus, a tecnologia está minimizando idas desnecessárias a hospitais e clínicas da saúde. A telemedicina foi regulamentada pelo governo brasileiro e é uma forma segura de fornecer assistência médica e proteger médicos e pacientes de contaminação. 

 

Na educação, aplicativos de videoconferência são usados por professores e alunos e permitem dar continuidade às aulas, mesmo a distância. A princípio, uma das ferramentas utilizadas é o Google for Education, que tem diversas soluções dedicadas à educação de maneira remota.

 

Surpreendentemente, as Instituições renomadas como Harvard e FGV disponibilizaram uma lista de cursos gratuitos e com certificação, para tornar esse momento de reclusão mais produtivo e estimular as atividades dentro de casa.

 

Investimento em pesquisa 

 

Grandes empresas estão usando seus recursos para ajudar nos estudos sobre a COVID-19. Empresas de tecnologia têm trabalhado na divulgação dos casos da doença, como é o caso da Microsoft. Entretanto, a empresa criou um mapa que mostra dados atualizados sobre o avanço da doença em todo o mundo.

 

Ao mesmo tempo no Brasil, o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico irá doar R$ 10 milhões para pesquisas sobre o novo coronavírus. 

 

A princípio, a Petrobras em parceria com universidades e instituições de ciência e tecnologia,  criou uma frente de combate ao coronavírus, disponibilizando seus supercomputadores para pesquisa de medicamentos e vacinas e para o desenvolvimento de ventiladores pulmonares.

 

Aplicativos de entrega 

 

De fato, várias cidades do Brasil fizeram restrições à permanência de clientes em restaurantes, bares e lanchonetes. Esses locais podem continuar funcionando, além de ter a opção de retirada dos pedidos.

 

Agora o delivery, surgiu como uma ótima forma de manter a operação dos estabelecimentos ao mesmo tempo que mantém as pessoas em casa, respeitando a quarentena e evitando o contágio do vírus.

 

Enfim, os aplicativos de entrega estão em alta, tornando possível receber uma grande variedade de produtos sem sair de casa.

 

Entretenimento e serviços de streaming

 

Em virtude de mais pessoas em casa, o uso da internet aumentou e, por isso, plataformas como a Globoplay, Netflix, YouTube Amazon Prime reduziram a qualidade de streaming de vídeos para deixar seus serviços mais rápidos. 

 

Os serviços das plataformas forneceram um período de uso gratuito de suas plataformas como forma de tornar a reclusão menos entediante. 

Do mesmo modo, as lives foram tendências de entretenimento durante a quarentena. Inúmeros artistas viram que transmitir seus shows pela internet, direto de suas casas. Foi uma maneira de entreter o público, durante as apresentações. Além disto, alguns artistas estão arrecadando doações para ajudar no combate ao coronavírus. 

 

Por fim, a tecnologia está sendo essencial no combate ao coronavírus. Estamos passando por muitos desafios e esse é o momento de encontrar soluções para se manter no mercado. Bons equipamentos são importantes para poder trabalhar, mesmo de longe, como acontece no trabalho remoto.

 

As instituições que precisam de infraestrutura em TI para transformar sua empresa digitalmente podem contar com o aluguel de equipamentos para usar a tecnologia. Além do mais, é uma forma rápida que entrega computadores atualizados conforme sua necessidade, sem grandes custos e que ajudará a praticar o trabalho remoto. 

A Crosoften é uma empresa especializada em desenvolvimento de aplicativos, softwares e entre outros.

Sempre com a melhor solução para seu negócio.

Conheça nossos serviços e faça um orçamento conosco! Continue acompanhando nosso.

Preencha o formulário em nosso site ou envie um e-mail para: [email protected]m.