O desenvolvimento de softwares para o e-commerce é de extrema importância atualmente. Porque, com a onda de conectividade, os consumidores estão imersos no mundo digital. Portanto, vender pela Internet tornou-se necessário para todos os tipos de negócios.

As lojas online são outro canal de vendas e fazem parte da estrutura do negócio. Porém, é comum encontrar empresas que não integram software de e-commerce e gestão.

Ou seja, a loja virtual desintegrada aumenta os custos operacionais devido ao gerenciamento de clientes. Também dos pedidos, dos processos de logística, das informações duplicadas, do aumento de procedimentos manuais e do erro humano.

O Desenvolvimento de softwares: A importância da integração no e-commerce

Gerenciar o e-commerce envolve várias atividades, por exemplo, cadastrar os produtos, verificar as vendas, monitorar o estoque. Como também, emitir as notas fiscais e entregar as mercadorias. Embora, essas são apenas algumas das atividades do dia a dia do trabalho.

No início, parece fácil realizar todas as operações manualmente. Mas à medida que as vendas online aumentam, fica difícil. É por isso que muitos empreendedores investem em softwares.

Cada departamento é gerenciado por meio de um sistema. Veja o que são:

  • No gerenciamento: cadastrar os usuários, os arquivos e administrar direitos de acesso, etc.
  • Nas compras: gerenciar a aquisição de produtos para revenda e a aquisição de materiais de apoio.
  • Na produção: as empresas que produzem os seus próprios produtos. Gerar ordens de produção e relatórios de acompanhamento.
  • No controle: administrar os recursos da empresa, realizar inventário de estoque e alocar centros de custos diretos e indiretos.
  • No faturamento: funções como emissão de nota fiscal e verificação de disponibilidade de estoque.
  • Nas finanças: administrar contas a pagar e contas a receber, auxiliar na gestão de custos. Como compras mensais de mercadorias, e definir preços de revenda.
  • No CRM: gerenciamento dos dados, do histórico de compras do cliente que permite ações e atividades de marketing direcionadas.
  • Na logística: inventário de estoque, controle de transporte de cargas e logística reversa.

Continuando, existem várias maneiras de fazer essa integração, mas duas delas são as mais tradicionais e as mais utilizadas. Que são por meio de APIs e por meio de planilhas. Em seguida, você verifica cada item em detalhes.

O desenvolvimento de softwares: A integração de API’s

A integração integração de API’s é o mais adequado para as operações de e-commerce. Isto é, as principais etapas de atualização das informações não dependem de intervenção humana.

Para fazer isso, o seu ERP e loja virtual precisam de configuração para documentar a estrutura do serviço web. Em outras palavras, ambos os sistemas obtêm as informações dos bancos de dados. Para que o software atualize automaticamente as informações.

A documentação do Web Service, serve de guia para que a empresa responsável pela integração, troque informações entre os dois ambientes de forma organizada e respeite os padrões de cada sistema.

O desenvolvimento de softwares: A integração via planilhas

O desenvolvimento de softwares para o e-commerce, ocorre à medida que os dados dos dois ambientes são atualizados por meio de planilhas. Isso é feito totalmente manualmente, por isso não é recomendado.

Antes de tudo, a empresa exporta as informações, para os softwares de gestão e logo em seguida importadas para o e-commerce. O problema é que os formatos dessas duas planilhas quase nunca terão a mesma estrutura, por isso precisam de ajustes antes da importação.

Outro fator desfavorável é que esse processo depende de pessoas para realizar a exportação, o processamento e a importação dos dados. Portanto, só é indicado quando não há outra forma de automatização.

O desenvolvimento de softwares: Vantagens da integração do e-commerce com software de gestão

A primeira vantagem da integração de softwares de gerenciamento no e-commerce, é que todos os departamentos da organização são amplamente compreendidos em uma plataforma, o que ajuda na tomada de decisões. Além disso, a integração de execução fornece:

  • Um inventário integrado offline e online. Que permite o acesso às informações mais recentes sobre o documento, assim, simplificando a gestão de compras.
  • As alterações de preços, as quantidades ou descontos promocionais são integrados automaticamente aos canais digitais.
  • Notificar automaticamente o processamento, a programação do pedido por meio do rastreamento do status do pedido.
  • Os relatórios da plataforma de e-commerce e canais digitais convenientes.
  • Reduzir o custo de parceiros logísticos, otimizando o gerenciamento de pedidos;
  • As vendas são mais frequentes, sem a necessidade de funcionários para gerenciar os pedidos. A integração eficiente é equivalente à mão de obra de 1 pedido a 1.000 pedidos.
  • A automatização da concentração de informações: reduz muito o erro humano, as tarefas repetitivas, as informações redundantes, etc.

Ao exportar os dados de comércio eletrônico para inserção manual no software de gerenciamento, a intervenção humana e a duplicação de informações. São tarefas repetitivas, tediosas e sujeitas a falhas. Consequentemente, eles afetam diretamente os processos internos da empresa e a satisfação do cliente.

Finalmente, a integração do software de gestão, oferece menos burocracia e velocidade. Como também, menos erros, economia e organização. Desta forma, a sua plataforma tem a escalabilidade suficiente que permite à empresa crescer.

O Desenvolvimento de softwares: preste atenção a estes 5 pontos

Desde o final dos anos 80, com a popularidade da Internet, os hábitos de consumo mudaram. Por exemplo, o e-commerce e o mercado ganharam destaque que proporcionam diversas vantagens. Por exemplo, praticidade, variedade de produtos e preços atrativos.

Além disso, as empresas vêm se transformando e adotando novas ferramentas para melhorar a competitividade. Assim, para garantir lucros e proporcionar aos clientes uma experiência de compra positiva.

É neste contexto que os softwares de gestão se tornaram o maior aliado dessas empresas, principalmente em termos de integração com as plataformas de e-commerce.

Por que integrar com plataformas de e-commerce?

Antes de discutir a prática de integração de softwares, entenda o porquê é importante, certo?

Bem, como você já sabe, a utilização de softwares de gestão permite que diferentes departamentos da empresa trabalhem em harmonia, para otimizar e monitorar todos os processos. A integração não é exceção. Ele aumenta o controle sobre as operações, melhora a eficiência dos negócios e reduz os custos.

Mas isto não é tudo! Vamos dar uma olhada em mais razões para integrar as plataformas de comércio eletrônico:

  • Otimização do diagnóstico de erros e falhas.
  • Automação de processos para aumentar a agilidade.
  • Tenha mais confiança no controle de estoque.
  • Roteamento e rastreamento de pedidos.
  • Emissão de fatura.
  • Melhorar o relacionamento com o cliente.
  • Monitorar e analisar KPIs (Key Performance Indicators).
  • Otimize o registro do produto.
  • Integração com CRM (Customer Relationship Management).
  • Gerenciamento remoto (mobilidade).

Qual é a melhor prática a esse respeito?

Agora que você entende as vantagens, é hora de saber o que precisa fazer para garantir que essa integração seja bem-sucedida. Confira abaixo algumas práticas que norteiam todo o processo!

1- A escolha da plataforma de comércio eletrônico

Existem várias plataformas disponíveis no mercado, onde cada plataforma tem as suas próprias funções, recursos e métodos de integração. Portanto, o ideal é analisar com cuidado as possibilidades e escolher o método que melhor se adapta às necessidades específicas da sua loja.

Para fazer a escolha certa, pesquise muito e conte com a ajuda de uma empresa confiável, que fornece o suporte necessário em todas as etapas de integração com a plataforma de e-commerce. Encontre um provedor de serviços que faça uma boa diferença!

2- A escolha do sistema de gestão ERP

ERP (Enterprise Resource Planning) é o software responsável por organizar todas as atividades e departamentos da empresa. Como os produtos, os pagamentos, os pedidos, o agendamento de mercadorias e emissão de notas fiscais.

Assim como as plataformas, o ERP precisa das circunstâncias específicas do seu negócio. Portanto, ao fazer a sua escolha, verifique os recursos fornecidos e escolha um sistema personalizável se possível.

3- A definição de plataforma e integração ERP

As possibilidades de integração oferecidas, precisam cuidadosamente de verificações. Porque a compatibilidade nesta área é crucial, por exemplo, alguns fornecem a integração gratuita, enquanto outros exigem investimento.

Novamente, a sugestão aqui é contratar uma empresa especializada em integração. Isso garante alguns benefícios que melhoram significativamente a qualidade do negócio, principalmente administrar o e-commerce, mercados e lojas físicas ao mesmo tempo.

Após você adquirir o ERP e a plataforma, a integração começa. Cada sistema possui a sua própria configuração unificada de processos: em alguns casos, o programa é manual. Em outros casos é automatizado ou feito por meio de planilhas.

4- Preste atenção ao fluxo de operação entre os sistemas

Para eliminar os erros e garantir o funcionamento da integração, os procedimentos operacionais entre sistemas merecem uma atenção especial. Isto é, a troca de dados entre a plataforma e o ERP ocorre em diferentes processos.

As informações como cadastro de produtos, a categoria, o preço, a variedade, o estoque, etc. São enviadas do ERP e recebidas pela plataforma.

No processo inverso, ou seja, da plataforma para o ERP, serão transmitidas informações como novos pedidos, cancelamentos e clientes.

Portanto, vale ressaltar que o cadastro do produto da loja online é sempre feito por meio de ERP. Dessa forma, o produto é impedido de sair do controle interno do negócio.

Conforme mencionado anteriormente, a compatibilidade entre o ERP e a plataforma. É o mais amplo possível, que garante a padronização e evita a existência de informações espúrias.

5- Os pontos a serem observados para integração

Por fim, há dois pontos que precisam de observação durante a integração.

O primeiro tem a ver com a falta de estoque. Quando o produto não está disponível para o cliente comprar, consequentemente, os lucros e a competitividade caem.

Por sua vez, o segundo ponto é a sincronização dos preços. É fundamental que o valor seja exatamente o mesmo na plataforma e no ERP.

Conclusão

Como vimos, o desenvolvimento de softwares para o e-commerce, é uma das maneiras mais eficazes de fazer um negócio crescer.

Com o desenvolvimento de softwares para o e-commerce. A comunicação com os fornecedores também é aprimorada e o tempo de resposta ao público reduzido.

Além disso, a gestão da empresa elimina as barreiras físicas por meio do uso de aplicativos. Que, aliás, também abriram novas possibilidades de captação e retenção de clientes.

Você gostou do conteúdo e quer que o sistema de gestão da sua empresa cresça nas vendas? Então, entre em contato com a www.crosoften.com.